sexta-feira, dezembro 28

Hoje , avô. Hoje! Senti muito a tua falta. Senti falta de sentar-me na pequena varanda apenas olhando o céu estrelado. Senti falta de ficar calma mesmo passando um tornado de emoções por mim. Meu avô, hoje senti fala de ti ! De falar contigo, de acreditar que tu és a luz. Aquela luz brilhante que nesta altura está muito próxima da lua. Hoje senti falta de olhar para o céu e ele não estar tapado. As nuvens fazem uma cortina e eu fico ainda mais longe de ti. Hoje, avô quis tocar-te, sentir-te perto de mim. Sentir que ao fim destes anos não te tinha tirado de mim , não te tinham levado. Não. Hoje, avô queria que tivesses estado como todos os dias, que vão passando a uma velocidade estranhamente veloz , por mim. Hoje, apenas me lembrei de ti. De ti com o teu sorriso e o teu chapéu . Tu na tua bicicleta quando depois do almoço me dizias adeus e partias para o  trabalho. Hoje ! Hoje senti a tua falta, como já não sentia á muito tempo . E senti-me sozinha, como tenho estado desde a tua partida . Permanece no céu esta noite, avô. Por favor, avô. Sê a luz que me faz olhar fixamente para o céu e sentir que estas lá , a olhar para mim. Hoje avô, fica comigo !

5 comentários:

adriana martins disse...

adorei, está lindo!

Emilie disse...

O teu avô está sempre contigo, na tua mente, no teu coração. Procura-o, dá-lhe vida :) Ele estará lá!

Pat disse...

como entendo o que dizes.. o teu avô vai estar sempre contigo! força*

Pérola Irregular disse...

Entendo muito bem o que é sentir falta de alguém que partiu. Principalmente os avós, nossos segundos pais. Permaneça com o coração aberto e ele estará com você hoje.

Beijos!
http://perolairregulaar.blogspot.com.br

tiago sotenho disse...

Afinal eu tinha razão. Tu escreves bem e deixas as palavras brotarem o que sentes :)