domingo, fevereiro 10

Estranho é a facilidade que tens em mostrar-me o que é o amor não me amando. Essa tua capacidade de aqueceres o meu pequeno e frágil coração com uma musica. Ou o sorriso que me colocas no rosto assim que começas a falar comigo. É perigosamente triste eu sentir o amor e não amar. Sentir o coração a tomar cores quentes, a querer sair e dar-se aos outros. Mas não, ele fecha-se ainda mais sobre si. E tu ? Continuas a mostrar-me amor. Continuas na minha vida. E eu continuo a amar-te mesmo não o admitindo

3 comentários:

nicolemorais disse...

Maravilhoso!

tiago sotenho disse...

Não precisou de ser muito extenso para ser muito bom!
Parabéns por isso e acho que daqui a uns tempos vais poder falar desse amor fazendo uso de outras palavras. Palavras mais coloridas!

Inês disse...

Adorei a sinceridade e o amor que as tuas palavras transpareceram. Texto lindo!