domingo, dezembro 22

A noite avança e por estranho que pareça  está uma enorme confusão nesta casa que gosto de chamar de lar. Todos falam cada um para seu canto e as conversas cruzam-se por todo o lado. a Televisão ligada tenta falar ainda mais alto que a minha família , e os pequenos envolvidos no calor da lareira cantam numa roda! A minha gata esconde-se nas minhas pequenas pernas e delicadamente brinca com o meu cabelo.  A minha cabeça tenta criar uma barreira mental para esta confusão. Porque ela só por si já está uma verdadeira confusão .



3 comentários:

filipa alexandra disse...

Finalmente decidiste voltar a escrever. E continuas a fazê-lo, lindamente! <33

patrícia. disse...

está tão perfeito!

Sá :) disse...

Finalmente voltaste *-* amo o teu blog e o texto está fantástico! :)